Robô não é gente: Diretrizes para modelagem de processos robóticos – Parte 2

Além de nossos artigos postados aqui no Blog da iProcess também continuamos com a nossa nova série de vídeos no Canal do YouTube.

No vídeo anterior – Robô não é gente: Diretrizes para modelagem de processos robóticos – Parte 1, vimos:

  • Quais são as principais diferenças em tarefas realizadas por robôs e pessoas;
  • Quais exceções precisam ser tratadas;
  • As possíveis oportunidades de erros na automação;
  • Super robôs;
  • Método ágil na implementação de novos robôs;
  • O processo perfeito x A primeira versão.

E agora nesta continuação vamos falar sobre 4 características importantes que temos que levar em consideração quando projetamos a automação de uma nova tarefa.

Aproveite o vídeo abaixo e deixe suas dúvidas nos comentários.

Robô não é gente: Diretrizes para modelagem de processos robóticos – Parte 1

A robotização de atividades começa pela identificação dos processos a serem automatizados – tema de nosso vídeo 7 Características Chaves para Processos Candidatos à Robotização.

A partir do momento em que são identificados os processos aptos para a robotização, é muito importante termos clareza sobre o que o robô pode fazer em comparação ao o que uma pessoa faz.

Para quem não está familiarizado com processos de robotização, é muito comum nesta etapa do projeto realizar a simplificação da automatização. Ou seja, achar que o robô fará tudo que uma pessoa faz, de forma muito mais rápida e com menos erros.

Robots Competition With Human

Por isso, é fundamental entendermos quais são as diferenças existentes entre as tarefas feitas por uma pessoa e feita por um robô.

robot and human


Viabilizar a operação do robô poderá envolver adequações no método do trabalho manual, de forma que na modelagem dos processos se faz essencial que as tarefas sejam redesenhadas.

Isso poderá evitar interrupções para solucionar gaps durante a programação do trabalho do robô, e permitirá obter os melhores resultados de agilidade e produtividade.

 

Para entender melhor estes conceitos, acabamos de disponibilizar nosso segundo vídeo desta nova temporada no canal do YouTube, com o tema: Robô não é gente: Diretrizes para modelagem de processo robóticos – Parte 1

Nova temporada no YouTube da iProcess! Vídeos sobre RPA e BPM.

Para ajudar a solucionar a crescente buscada das empresas por mais respostas para os principais desafios sobre gerenciamento de processos, uso de robôs em seus processos de negócios e entender essa cultura de transformação digital, estamos lançando hoje a Nova Temporada de Vídeos do nosso canal do YouTube.

YouTube iProcess

O nosso objetivo é disseminar o conhecimento sobre o mundo de BPM (Business Process Management) e RPA (Robotic Process Automation) através de vídeos com temas relevantes sobre estas tecnologias.

Nossos vídeos serão lançados quinzenalmente. Então aproveite o canal para deixar seus comentários com dúvidas e sugestões de assuntos para novos vídeos.

Faça sua inscrição e ative as notificações para ficar por dentro de todas as novidades.

E a primeira novidade já está no ar!

Acabamos de disponibilizar o 1º primeiro vídeo desta nova temporada, com o tema: 7 Características Chaves para Processos Candidatos à Robotização.

Acesse o YouTube iProcess e aproveite!

Convite: Lançamento do curso Nacional sobre RPA – Do Planejamento à Gestão: Como implantar uma força de trabalho digital

Devido a grande procura após o sucesso da nossa primeira turma de 2019 sobre RPA (Robotic Process Automation) – Do Planejamento à Gestão: Como implantar uma força de trabalho digital realizado em São Paulo, o grande número de downloads do nosso e-book sobre RPAdo grande interesse no Webinar sobre BPM + RPA, a iProcess atende a pedidos e lança esse treinamento a nível nacional.

As empresas estão buscando cada vez mais respostas para os principais desafios do uso de robôs em seus processos de negócio

E participando deste curso você irá aprender:

  • O que são trabalhadores digitais, como funcionam seus componentes e como se diferem das soluções de robotização disponíveis no mercado.
  • Como Identificar processos na organização candidatos à robotização e avaliar quais trarão os melhores resultados na implantação de uma força de trabalho digital.
  • Como avaliar o Retorno de Investimento (ROI) da robotização e os processos candidatos à robotização.
  • Como desenvolver, planejar e viabilizar um roadmap de robotização dos processos da organização.
  • Quais as etapas de um projeto de automação e seus principais desafios.
  • Como modelar e especificar os processos para obter o melhor desempenho possível do robô.
  • Como utilizar as capacidades complementares ao RPA para expandir o potencial do trabalhador.
  • Qual a relação dos Processos de Robotização com os Processos de Negócio e como obter o melhores resultados unindo a visão de BPM com a visão de RPA.
  • Porque a governança é essenciais a medida que crescem as iniciativas de RPA.
  • Quais os principais processos e padrões necessários para a Implantação de um Centro de Excelência de RPA (CoE RPA).

Entre os meses de abril e maio estaremos em:

  • 15/04 a 16/04  |  Manhã e Tarde  |  Porto Alegre / RS
  • 24/04 a 25/04  |  Manhã e Tarde  |  São Paulo / SP
  • 08/05 a 09/05  |  Manhã e Tarde  |  Rio de Janeiro / RJ
  • 22/05 a 23/05  |  Manhã e Tarde  |  Brasília / DF

As vagas são limitadas, então garanta logo a sua!

Você também receberá:

  • Rico material referencial para evolução dos seus estudos em RPA.
  • Manual de treinamento.
  • Certificado de Participação.

Conheça os nossos instrutores:

Eduardo Britto –
Diretor de Consultoria da iProcess, atua há mais de 20 anos nas áreas de BPM, Workflow e ECM/GED. Bacharel e Mestre em Ciência da Computação pela UFRGS.

Kelly Sganderla –
Consultora de Processos de negócio há 16 anos na iProcess, atua profissionalmente em consultorias na gestão de processos, implantando processos de negócio nas áreas de varejo, crédito financeiro, logística, gestão de documentos entre outros.

Porque a iProcess é a melhor escolha:

  • A iProcess Education é a unidade de formação em BPM da iProcess, uma consultoria de processos referência no Brasil com mais de 18 anos de experiência em projetos de automatização de processos.
  • Este curso traz para o tema uma visão holística que une a eficácia da transformação dos processos de negócio (BPM) com a eficiência alcançada através do uso de trabalhadores digitais (RPA).
  • Nossos instrutores atuam no dia-a-dia de projetos, o que possibilita uma rica experiência de troca de ideias e apresentação de casos reais relacionados ao conteúdo apresentado.
  • A iProcess é uma das consultorias de processos mais premiadas no Brasil, com duas medalhas de ouro e uma de prata na principal premiação internacional de casos de excelência em aplicação de BPM (WARIA Workfow/BPM Awards).

Lembre-se que se a sua empresa hoje não está pensando na adoção desta tecnologia, ela possivelmente esteja atrasada em relação aos seus concorrentes. E que, se você não está avaliando a adoção de um trabalhador digital agora, logo em seguida você precisará avaliar.

Então não perca essa oportunidade e garanta logo sua vaga!

Webinar: BPM + RPA: Como unir a eficácia da Transformação com a eficiência da Robotização

Neste webinar, apresentado por nosso diretor Eduardo Britto, falamos sobre o tema BPM + RPA: Como unir a eficácia da Transformação com a eficiência da Robotização – demostrando os principais problemas e desafios de adotarmos soluções de robotização (RPA) sem ter uma visão de Processo (BPM) e como podemos traçar uma estratégia de sucesso unindo iniciativas de processos e robotização na busca pela excelência das organizações.

Confira aqui o vídeo gravado e as respostas para as perguntas enviadas durante o evento!

Slides da apresentação estão disponíveis em nosso SlideShare.

Confira abaixo as respostas para perguntas enviadas por nossos participantes durante o evento:

Pergunta: Qual plataforma de RPA a iProcess utiliza?

A iProcess atualmente é parceira da Automation Anywhere e da uiPath, as duas plataformas que há dois anos tem sido lideres no quadrante mágico da Forrester sobre RPA.

Pergunta: ​Qual a ferramenta para definir os processos, factíveis de robotização?

A iProcess possui uma metodologia de diagnóstico de processos candidatos à robotização, que aplicamos em trabalhos de consultoria ao longo de uma a duas semanas de avaliação em média. O passo a passo desta metodologia e como fazemos isso é um dos tópicos do nosso curso “RPA: do Planejamento à Gestão – Como implantar uma força de trabalho digital” que terá 4 turmas nas principais capitais agora em abril.

Pergunta: Existem algumas sugestões suas para empresas que estão implantando BPMS e Robô, porém, sofrem internamente com desconfiança e até falta de patrocínio das áreas e pessoas?

Tanto para as iniciativas de BPM como para as iniciativas de RPA, o patrocínio é um dos aspectos mais importantes e fundamentais para o sucesso destas iniciativas. É muito difícil implantar com sucesso qualquer projeto desta natureza sem patrocínio, e neste caso, a melhor recomendação é buscar um bom piloto na qual haja este patrocínio e aceitação e fazer, deste caso de sucesso, o meio para alavancar novas oportunidades.

Pergunta: Quando utilizamos macros em excel podemos falar que é uma forma de RPA e como o mercado vê esta prática em sua opinião?

Podemos dizer que a macro Excel é uma forma de automação, mas não de RPA. O RPA traz consigo o conceito de plataforma de robotização, onde existe uma linguagem própria de robotização, existem ambientes distintos de desenvolvimento e produção, existe um ambiente controlado onde é possível controlar o que está sendo executado ou já foi executado, os scripts dos robôs possuem um controle de versão e o acesso a estes é determinado por usuários com direito de acesso a eles.

Pergunta: RPA é sinônimo de programação, por exemplo, javascript?

Não, como mencionei na resposta acima, RPA é uma plataforma de robotização onde uma série de conceitos e preocupações de governança estão inseridos. Maiores informações podem ser obtidas em nosso Blog, no nosso E-book e neste webinar onde apresentamos os conceitos de RPA.

Pergunta: Eu trabalho com fluxo BPMN e RPA e gostaria de saber se o fluxo deve ser básico ou se pode ser mais elaborado, devido eu já estar colocando todas as informações na especificação funcional?

Não existe um padrão específico para a documentação de fluxos de RPA. Alguns fazem esta documentação diretamente no BPMN e nos atributos descritivos da ferramenta, outros preferem gravar vídeos e outros ainda geram extensas documentações mostrando o passo a passo. O importante é que a documentação seja clara o suficiente para que o leitor tenha condições de entender as regras de funcionamento do processo, das aplicações envolvidas e das exceções tratadas.

Pergunta: ​Essa simulação que apresentou sobre cadastro da oportunidade, quanto tempo em média leva para montar um fluxo completo desse BPMS+RPA?

O desenvolvimento de um robô simples, considerando somente a sua programação numa plataforma de RPA, é muito rápida, podendo levar no exemplo que apresentamos algo em torno de 1 a 2 dias. O que temos que ter em mente, contudo, é que um projeto completo de robotização não leva em consideração somente a implementação do robô, mas também a busca dos acessos às aplicações e aos dados que serão utilizados, a análise e modelagem, especificação, criação de roteiros de testes, homologação, produção, estabilização, entre outras atividades. As etapas envolvidas em um projeto de automação são discutidas no nosso curso “RPA: do Planejamento à Gestão – Como implantar uma força de trabalho digital” que terá 4 turmas nas principais capitais agora em abril.

Não quer perder nenhum post novo do Blog? Inscreva-se agora!