SOA – Arquitetura Orientada a Serviços

Esse é o primeiro de uma série de artigos do nosso blog que vão abordar o tema SOA, conceito antigo e moderno que está enraizado nas atividades cotidianas da iProcess.

Nesse primeiro post gostaríamos de responder à simples pergunta: o que é SOA?

 

O que é SOA?

SOA significa Service-Oriented Architecture, ou Arquitetura Orientada a Serviços, numa tradução livre.

O conceito foi proposto pela primeira vez em 1996, no artigo “Service Oriented Architectures” (abril de 1996), escrito pelos pesquisadores Roy Schulte e Yefim Natis do Gartner Group. Eles o apresentaram à partir da análise de experiências de diversos clientes que, na época, utilizavam a tecnologia cliente-servidor (em forte adoção naqueles anos), e que ganhou novamente atenção em virtude das novas possibilidades tecnológicas baseadas em padrões, da demanda crescente por soluções de integração e de relativo insucesso de outras alternativas.

É possível encontrar diferentes e variadas definições de SOA. Eis algumas delas:

Definição do Gartner Group

Definição do OASIS

Definição encontrada na Wikipedia

Depois de alguns anos a iProcess também teve a ousadia de propor uma definição para SOA:

“SOA é uma filosofia de TI que visa facilitar a integração entre sistemas, orientando a criação e a disponibilização de soluções modulares e fracamente acopladas baseadas no conceito de serviços”

À partir dessas definições podemos chegar a algumas conclusões à respeito de SOA.

  • SOA não é uma tecnologia. Há tanto de negócio quanto de tecnologia em SOA. As tecnologias (padrões) que dão suporte a SOA são o que a viabiliza, mas SOA não é uma tecnologia por si só.
  • SOA não é uma metodologia. Há várias metodologias (processos, ferramentas, métodos de trabalho) que podem ser usados para implantar SOA com sucesso. SOA não é e nem define alguma metodologia.
  • SOA pode ser considerada uma filosofia arquitetural. SOA é uma linha de pensamento que permeia a implementação de necessidades de negócio, refletida em diretrizes, políticas e metodologias corporativas, não necessariamente restritas à área de TI.
  • SOA não é algo que se possa comprar ou instalar.
  • SOA não é um webservice.
  • SOA não cria nada. Ela apenas sugere, propõe, define.
  • SOA baseia-se no conceito do uso de serviços atômicos, independentes e com baixo acoplamento.

 

SOA e suas características

Algumas das principais características que podemos encontrar usando SOA são:

Dessas características salientamos o “fraco acoplamento de serviços” que, na prática, significa minimizar o impacto das modificações e das falhas dentro de cenário do sistema como um todo. Sobre esse assunto veja mais nesse artigo.

 

SOA e seus benefícios

São esperados diversos benefícios no uso do SOA. Alguns deles relacionamos abaixo:

  • Facilidade de Manutenção: mudanças na lógica de negócios (implementação) não afetam aplicações existentes;
  • Reuso: novas aplicações e processos (consumidores de serviços) podem reaproveitar mais facilmente as funcionalidades existentes;
  • Flexibilidade: sistemas de back-end e infraestrutura podem ser substituídos com menor impacto;
  • Resultado: agilidade e redução de custos;
  • Qualidade: garantia de homogeneidade de processos;
  • Menor tempo: agilidade na análise de impacto e no desenvolvimento evolutivo de seus sistemas;
  • Menor custo: redução do custo de manutenção das aplicações;
  • Controle: conhecimento dos ativos existentes.
Em breve vamos continuar a tratar desse assunto em outros artigos, trazendo a definição de serviço e como escolher bons serviços candidatos.

8 ideias sobre “SOA – Arquitetura Orientada a Serviços

  1. Pingback: Relação entre SOA e BPM no sucesso da automação de processos | Blog da iProcess

  2. Pingback: Governança SOA – A chave para o sucesso de uma implantação | Blog da iProcess

  3. Pingback: Desafios intangíveis da implantação SOA – compartilhando experiências | Blog da iProcess

  4. Pingback: Arquitetura típica de BPMS | Blog da iProcess

  5. Pingback: SOA – Arquitetura Orientada a Serviços | IT and FUN

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>