Webinares iProcess 2015 – Desafios comuns em um projeto de BPM

Nesta postagem, compartilhamos a gravação do webinar de “Desafios comuns em um projeto de BPM”, apresentado pelo Eduardo Britto em 11/08/2015.

Os projetos de redesenho e automação apresentam desafios que, quando conhecidos, podem ser evitados ou mitigados.
Neste Webinar, apresentamos alguns dos desafios mais comuns em projetos de BPM para que possam ser tratados antes que se tornem problemas.

Os slides da apresentação também está disponível no slideshare:
http://pt.slideshare.net/iProcessBPMeSOA/desafios-de-um-projeto-de-bpm-webinares-iprocess-2015.

Confira abaixo as respostas para as perguntas enviadas durante o evento:

Pergunta: “Existe alguma forma mais clara de modelar quando há integrações entre sistemas? Entradas e Saidas?”
Resposta: Esta pergunta é bastante específica em relação à modelagem de processos. Uma das formas mais claras de se representar essa modelagem em BPMN é utilizando uma tarefa de serviço no processo comunicando-se com o sistema que realiza a respectiva operação através de message flows uma para representar a entrada e outra para representar a saída. Se o processo, entretanto, é na verdade uma sequência de interações entre sistemas, talvez seja interessante avaliar o uso do Diagrama de Coreografia de BPMN para representá-lo. No artigo BPMN 2.0 – Novos Diagramas e Elementos: Introdução a Coreografia apresentamos este diagrama e seus elementos.

Pergunta: “Qual um tempo médio para acompanhar a execução do processo para avaliar seus seus resultados?”
Resposta: Este tempo pode variar de acordo com a própria duração do processo. Enquanto há processos de longa duração (que do início ao fim levam anos para terem suas tarefas concluídas) outros processos são executados completamente em um mesmo dia. Outro aspecto que pode levar a uma variação é o volume de processos executados em um determinado período. Alguns processos geram grande volume de informações diárias de desempenho, outros precisam de dias e dias para gerar novas informações atualizadas. Tudo isso precisa ser levado em conta para se determinar o tempo e frequência de acompanhamento do monitoramento, e isso pode variar de processo a processo.

Quer participar dos próximos?

Uma ideia sobre “Webinares iProcess 2015 – Desafios comuns em um projeto de BPM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>