Blog da iProcess - Compartilhando conhecimento em BPM e RPA

Além do ROI e do FTE: identificando ganhos com RPA

Além de redução de FTE e obtenção de ROI , a organização pode utilizar outros critérios de avaliação, alinhados aos objetivos com a iniciativa de adoção dos trabalhadores digitais. Conheça alguns critérios já utilizados em projetos da iProcess e que poderão inspirar a avaliação das oportunidades em seus projetos de RPA.

No artigo anterior,  Como priorizar as oportunidades de robotização com RPA, falamos sobre alguns aspectos para selecionar os melhores projetos de RPA considerando o foco no esforço de trabalho economizado pela empresa com a robotização das tarefas.

Depois da primeira triagem, surgem outros fatores de avaliação que podem ajudar a identificar os ganhos e fazer uma priorização dos projetos.

Além de redução de FTE (que discutimos no artigo O que é FTE (Full-Time Equivalent) e como calcular este importante indicador para oportunidades de RPA)  e obtenção também de ROI (Como calcular o Retorno de Investimento e Payback em projetos de RPA), a organização pode utilizar outros critérios de avaliação. Geralmente estes critérios estão alinhados aos objetivos da organização com a iniciativa de adoção dos trabalhadores digitais.

Alguns critérios já utilizados em projetos da iProcess e que poderão inspirar a avaliação de oportunidades em diferentes organizações, são:

Aumentar capacidade de processamento

Dimensiona o grau de contribuição da automação em aumentar a capacidade de atendimento de processos pelo time de negócio, por exemplo no caso de aumento de demandas (com a abertura de novas lojas, novas unidades, novas linhas de negócio).

Apoiar iniciativa de transformação digital

Avalia o quanto a automatização é relevante para um projeto de transformação digital de serviços da organização. Por exemplo: executar as ações de atualização de dados de clientes em uma nova operação de atendimento via chatbots.

Liberar de pessoas para negócio

Diferente de redução de FTE, este indicador avalia a capacidade de liberar os profissionais de uma tarefa operacional para que possam atuar em atividades mais críticas e de maior valor para o negócio.

Melhorar UX/CX

Considera o potencial da automação em impactar positivamente na experiência do usuário/experiência do cliente.

Reduzir custo

Avalia o grau de contribuição da automação na redução de outros custos. Por exemplo: eliminação de um serviço terceirizado ou de pagamento de multas por erros ou atrasos decorrentes da operação manual.

Reduzir erros operacionais

Dimensiona o grau de exposição da tarefa manual a erros operacionais, como falhas de digitação ou falta de validação de dados, que poderão ser eliminados com a robotização.

Reduzir tempo de resposta

Avalia a contribuição da automatização para a redução do tempo de resposta do processo de negócio.

Reduzir exposição a riscos

Avalia como a automação reduz ou elimina a exposição do negócio a riscos, por exemplo executando avaliações mais minuciosas do que o viável na operação manual.

Compliance/Aderência ao Processo de Negócio

Mede o quando a automação contribui para que os processos sejam mais aderentes às regras e políticas dos processos de negócio e regulações legais.

Além destes, a organização poderá definir outros critérios de avaliação e comparação que julgue importante em sua estratégia de automação.

Estes critérios podem utilizar pesos diferentes. Por exemplo, para uma organização, Compliance é mais importante do que a Experiência do Cliente, para outra organização a relevância pode equivalente ou até mesmo inversa.

A avaliação comparativa dos critérios qualitativos pode consistir em uma pontuação de 0 (não contribui) a 3 (contribui muito).

Para aplicar este tipo de avaliação, selecione os objetivos principais (recomendamos de 5 a 7) e defina quais são os mais prioritários.

Depois, avalie as oportunidades, considerando para cada objetivo se ela contribui muito, médio ou pouco (aqui também recomendamos trocar os conceitos por pontuação). 

Assim, você e seu time poderão priorizar os processos que mais contribuem para os objetivos e utilizar estes argumentos também como critério de priorização dos projetos na esteira de automações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS VISTOS

Torne-se um líder em iniciativas em RPA, a próxima turma inicia em agosto!... (continuar lendo)
Participe deste evento exclusive e gratuIto e se prepare para as transformações que IA irá... (continuar lendo)
Veja agora as ações que foram realizadas através das doações de todos os participantes deste... (continuar lendo)

Inscreva-se na nossa Newsletter

seers cmp badge